Agende sua consulta

Histerossalpingografia

Muitos casos de infertilidade feminina são decorrentes de alterações no útero e/ou tubas uterinas. A histerossalpingografia é um exame que permite a visualização da cavidade uterina e das tubas (trompas), a fim de detectar possíveis anomalias ou interrupções.

O exame consiste em injetar um contraste pelo colo do útero para que seja possível a visualização da cavidade uterina e das tubas uterinas por radiografias. Ocasionalmente, o próprio exame pode acabar desobstruindo e liberando as tubas para a fertilização.

Indicações da histerossalpingografia

A HSG deve ser indicada a casais que estejam investigando possíveis causas de infertilidade, com o objetivo de diagnosticar malformações dos órgãos reprodutores femininos, doenças da cavidade uterina, como pólipos e/ou miomas, e das tubas uterinas, como tubas fixas ou obstruídas.

O procedimento

A paciente deve ficar em posição ginecológica para que seja injetado o contraste pelo orifício do colo do útero com o auxílio de um cateter. Depois da injeção de contraste, a máquina de raio-X registra diversas imagens, nas quais é possível avaliar a cavidade uterina e as tubas uterinas.

O exame pode demorar até em torno de 30 minutos e provocar um pouco de cólica e desconforto durante sua realização.

Contraindicações

O exame não pode ser realizado em mulheres grávidas, pois o contraste e o raio-X podem prejudicar a saúde do bebê, e mulheres que tenham alergia a contrastes iodados devem avisar essa condição ao médico, pois pode haver complicações.

Compartilhar:
Última postagem do blog

O que são PESA e MESA em FIV?

A FIV (fertilização in vitro), técnica de reprodução assistida que apresenta as maiores taxas de sucesso, conta com técnicas complementares para aumentar as chances de sucesso em diferentes situações. Elas têm por objetivo superar problemas específicos que causem a infertilidade […]

Leia mais
Agende sua
consulta

Verifique o horário disponível que melhor encaixa na sua agenda.