X

Comunicado • COVID-19

Sua segurança é fundamental

Acompanhando a evolução das medidas preventivas necessárias para combatermos o alastramento do COVID-19, também em linha com as recomendações das autoridades sanitárias, da ANS (Agência Nacional de Saúde), da Organização Mundial de Saúde (OMS) e das sociedades médicas, em especial da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva (ASRM) e da Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia (ESHRE), e da SBRH (Sociedade Brasileira de Reprodução Humana), vislumbramos o seguinte cenário:

1) No momento não existem evidências dos riscos do COVID-19 para as grávidas e os fetos, seus embriões, para os óvulos ou espermatozoides; no entanto, ainda não temos comprovações da ausência de riscos;

2) Entendemos que, neste momento, nossa atitude e zelo pela saúde humana vai além dos tratamentos da medicina reprodutiva. Consideramos que atitudes drásticas, mesmo que afetem a individualidade, devem ser tomadas para o bem comum.

3) A possibilidade de reduzir a velocidade com que o vírus se alastra está em nossas mãos. Seguir exatamente o que é orientado pelas autoridades de saúde é nosso dever como cidadãos.

4) Além dos cuidados com a saúde e higiene, o distanciamento social hoje se faz necessário como uma medida importante de prevenção.

Com isso, entendendo a seriedade da situação em nossa sociedade e zelando sempre pelo bem-estar e saúde de nossos colaboradores e pacientes e da sociedade como um todo, cancelaremos todos os tratamentos de reprodução assistida que se iniciariam nos próximos dias.

Conforme orientação das Sociedades Médicas, aos tratamentos de reprodução assistida já em andamento daremos continuidade, postergando apenas o momento da transferência por meio do congelamento de óvulos e embriões.

Nos casos de pacientes que precisarem de acompanhamento médico, mas que não estiverem em tratamento de reprodução assistida, faremos o acompanhamento e daremos todo o suporte necessário por meios digitais disponibilizados por nós e nos prepararemos JUNTOS para, assim que possível, reiniciarmos com força total!!!

Para aquelas que desejam iniciar o tratamento, recomendamos que aguardem o período de distanciamento social.

Pelo bem maior, sejamos todos responsáveis!

Agende sua consulta

Correção de Varicocele

A varicocele é uma doença que afeta a região escrotal do homem, causando a dilatação anormal das veias dos testículos e uma possível infertilidade, já que essa dilatação afeta a circulação sanguínea local e provoca um aumento de temperatura, condição essencial para a produção de espermatozoides em quantidade e qualidade necessárias para que o casal consiga a gravidez. No entanto, muitos casos de varicocele não chegam a evoluir para quadros graves, que causam a infertilidade.

A varicocelectomia é uma cirurgia que realizamos para corrigir a varicocele quando a doença atinge uma gravidade que prejudica a saúde reprodutiva do homem.

Indicações

Indicamos a correção da varicocele para homens que tenham diagnóstico de varicocele e infertilidade como consequência da doença.

Varicocelectomia

A cirurgia de correção da varicocele pode ser feita de diferentes formas: por embolização da varicocele ou por microcirurgia subinguinal (técnica atualmente considerada como a de maior índice de sucesso).

A cirurgia deve ser realizada por equipe treinada, com o auxílio de um microscópio especializado, instrumento importante para a identificação e manipulação das veias doentes.

O primeiro passo é a aplicação de anestesia geral ou raquidiana. Com o paciente sob efeito da anestesia, fazemos uma incisão de 2 cm a 3 cm na região inguinal, pela qual conseguimos acessar o cordão espermático e o testículo. Em seguida, com o microscópio, identificamos e tratamos as veias doentes, sem fazer nenhuma intervenção nas artérias e vasos linfáticos, que devem se manter preservados. A cirurgia tem duração de 2 a 3 horas.

Quando bem indicado e bem-sucedido, o tratamento possibilita uma gestação natural ou, caso o paciente esteja em processo de fertilização in vitro (FIV), eleva as chances de fecundação pela melhora da qualidade dos espermatozoides.

Taxas de sucesso

A microcirurgia não gera resultados imediatos. De 60% a 80% dos homens apresentam melhora no espermograma, tanto na concentração como na qualidade dos espermatozoides, de 6 a 12 meses depois da cirurgia. Devemos também informar que um percentual poderá inclusive apresentar parâmetros seminais piores após a cirurgia.

Compartilhar:
Última postagem do blog

Hormônio antimülleriano: o que é e quando realizar o teste?

O hormônio antimülleriano é um marcador da reserva ovariana, usado para estimar a resposta ovariana da paciente e predizer sua fertilidade. A reserva ovariana é a quantidade de óvulos que a mulher tem para liberar durante os ciclos menstruais, portanto […]

Leia mais
Agende sua
consulta

Verifique o horário disponível que melhor encaixa na sua agenda.