Agende sua consulta

Varicocele

Os testículos têm uma função essencial para a reprodução humana e, especialmente, para a saúde e qualidade de vida do homem. Os testículos são as duas gônadas de formato ovoide que, no feto, ficam na região do abdômen e antes do nascimento descem para o escroto. Sua principal função é produzir os espermatozoides, gametas masculinos que fecundam o óvulo, e a testosterona, hormônio responsável por diversas características masculinas e pela libido.

A varicocele se caracteriza pela dilatação das veias da região escrotal, especificamente do plexo pampiniforme. Sua origem está relacionada a múltiplos fatores, como incompetência das válvulas nas veias espermáticas internas e alteração na drenagem venosa.

Essa insuficiência prejudica a circulação do sangue, provocando uma estase venosa na região escrotal, o que eleva a temperatura local, gerando maior metabolismo celular, com maior produção de substâncias tóxicas, como espécies reativas do oxigênio. Essa condição prejudica a produção e armazenamento dos espermatozoides, acarretando redução da concentração espermática, da motilidade e da morfologia.

Estima-se que ela esteja presente em 15% da população masculina e em 40% dos homens com infertilidade. A varicocele tem seu aparecimento na adolescência, sendo raramente vista em pré-púberes.

Sintomas

A varicocele usualmente não apresenta sintomas. Em alguns casos, pode apresentar desconforto local, percepção do aumento do volume testicular e mais raramente dor.

Normalmente a suspeita se dá pelo diagnóstico de infertilidade masculina. Quando o paciente apresenta alteração seminal, seja em qualidade, seja em quantidade, é recomendado que se investigue a presença de varicocele.

Exames e diagnóstico

O diagnóstico pode ser feito por exame físico cuidadoso, com a palpação do escroto, realizado com o homem em posição ortostática.

Além do exame físico, podemos solicitar exames complementares. A ultrassonografia com doppler da região escrotal é atualmente o mais utilizado, sendo compatível com o diagnóstico ao mostrar veias com calibre de 3,5 mm ou mais.

Tratamento

O tratamento da varicocele está indicado quando há presença de varicocele palpável em bolsa testicular e alteração seminal comprovada pelo espermograma.

Quando indicado, o tratamento é cirúrgico, chamado varicocelectomia. Existem diversas técnicas cirúrgicas para sua realização. Atualmente uma das mais utilizadas pelos urologistas é a correção microcirúrgica subinguinal, na qual é realizada a ligadura das veias varicosas com o auxílio de um microscópio. A taxa de recorrência com uso dessa técnica é de 1,05%.

Após o tratamento, o paciente deve ser avaliado com análise seminal a cada três meses no período de um ano ou até o casal alcançar a gravidez.

Mesmo que a correção cirúrgica da varicocele não proporcione gravidez natural, ela pode propiciar a realização de técnicas de menor complexidade, como a inseminação intrauterina (IIU). Nos casos em que for necessária a realização da fertilização in vitro (FIV), o tratamento cirúrgico da varicocele interfere positivamente nas taxas de sucesso, pois a melhora na qualidade seminal gera embriões de melhor qualidade, o que aumenta a taxa de implantação e reduz as taxas de abortamento.

Compartilhar:
Última postagem do blog

Quando devo procurar um especialista em reprodução assistida?

Ficar grávida nem sempre é fácil. Um casal pode demorar meses para conseguir. Caso não tenha sucesso em até um ano de tentativas, é importante procurar um médico especialista em reprodução assistida para investigação e tratamento adequados. A infertilidade é […]

Leia mais
Agende sua
consulta

Verifique o horário disponível que melhor encaixa na sua agenda.