Agende sua consulta

O que é varicocele?

A infertilidade é um problema que atinge muitos casais que querem engravidar, e cerca de 30% dos casos tem como origem o fator masculino. As causas deste problema são diversas, mas a principal delas é a varicocele, doença responsável por muitos casos de infertilidade masculina.

A varicocele é uma doença que atinge cerca de 15% dos homens em idade fértil, o que pode parecer pouco, mas é um número bastante expressivo.

Para entender as principais características da doença e sua relação com a infertilidade, leia o conteúdo a seguir.

A varicocele

A varicocele é uma doença caracterizada pela dilatação das veias da região escrotal, que inclui os testículos e o epidídimo. Ela pode atingir somente um ou os dois testículos — apesar de ser mais comum no testículo esquerdo devido à anatomia da região —, provocando acúmulo de sangue e edema local.

A dilatação das veias é muito semelhante às varizes, que são muito comuns nas pernas e, por isso, a varicocele também é conhecida como varizes dos testículos.

A doença pode atingir homens em qualquer idade, mas é mais comum entre os 15 e 25 anos. Apesar de ainda não comprovado, alguns estudos mostram que o excesso de peso também pode estar relacionado à varicocele como um fator de risco.

Quais são as causas da varicocele?

A ciência ainda não consegue afirmar com exatidão quais são as causas da doença, mas estudos mostram que sua origem está relacionada a problemas nas válvulas das veias espermáticas.

Essas veias estão dentro do cordão espermático, que é o responsável por levar o sangue até os testículos. Quando suas válvulas não funcionam corretamente, a circulação do sangue é prejudicada e ele acaba retrocedendo pelas veias, fazendo com que elas fiquem inchadas e se dilatem.

Quais são os sintomas da varicocele?

A varicocele é uma doença que muitas vezes não apresenta sintomas. Em alguns casos, pode-se notar um pequeno inchaço nos testículos, além de dor e aumento da temperatura da região.

Isso acontece porque a circulação prejudicada provoca diversas alterações nos testículos, aumentando a temperatura, acelerando o metabolismo e aumentando a produção de substâncias tóxicas.

Isso faz com que a produção e o armazenamento dos espermatozoides, que acontece nos testículos, sejam prejudicados. Assim, perde-se tanto quantidade quanto qualidade, fazendo com que o homem se torne infértil.

Quais exames são feitos para diagnosticar a varicocele?

Como na maioria dos casos não existem sintomas, a suspeita de varicocele pode acontecer quando o casal tenta investigar o motivo da infertilidade. O exame mais comum é o espermograma, que vai avaliar as características principais dos espermatozoides, como quantidade, motilidade, morfologia, entre outras.

Quando o resultado é diferente do esperado, baseado nos parâmetros determinados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com base em pesquisas, recomendam-se alguns exames físicos e de imagem para verificar a possível presença da varicocele. O exame físico é feito por meio de palpação do escroto, para que o especialista possa avaliar se existe qualquer alteração na região — seja de tamanho, seja de temperatura.

O exame de imagem também pode ser solicitado, e geralmente realiza-se uma ultrassonografia da bolsa escrotal com doppler. O doppler é um aparelho que permite avaliar a circulação nos vasos sanguíneos e, por isso, é imprescindível para o diagnóstico correto de varicocele.

Quais são os tratamentos da varicocele?

É importante deixar claro que nem sempre a varicocele vai causar infertilidade e muitas vezes a doença não vai atingir um estágio grave. Em situações assim, não há a necessidade de realizar o tratamento, que é exclusivamente cirúrgico. A cirurgia, conhecida como varicocelectomia, só é indicada em casos mais graves e que estão relacionados à infertilidade.

Quando indicado, a técnica mais comum utilizada e com maiores taxas de sucesso é a microcirurgia subinguinal, mas também há a opção da embolização da varicocele. Essas são as mais utilizadas, mas atualmente existem diversas técnicas que podem ajudar a tratar a doença.

Mesmo após o tratamento, em muitos casos não é possível alcançar uma gravidez pelos métodos naturais. Porém, a cirurgia pode aumentar bastante as chances de se obter sucesso nas técnicas de reprodução assistida sem a necessidade de recorrer à doação de sêmen.

É necessário conversar com um especialista em reprodução assistida para que, após uma análise, ele possa recomendar a técnica adequada para o casal, geralmente a fertilização in vitro (FIV).

Apesar de ser uma doença na maioria dos casos assintomática, alguns sinais podem indicar a presença da varicocele. Caso haja qualquer suspeita, por menor que seja, é muito importante procurar auxílio médico. Assim, é possível verificar a presença da doença e, se necessário, iniciar o tratamento o quanto antes.

Essas são as principais características da varicocele e sua relação com a infertilidade. Se restou alguma dúvida ou se você tem uma experiência para compartilhar, deixe sua mensagem nos comentários deste post.

Compartilhar:
Quando devo procurar um especialista em reprodução assistida?
Deixe o seu comentário: