Agende sua consulta

O que são PESA e MESA em FIV?

A FIV (fertilização in vitro), técnica de reprodução assistida que apresenta as maiores taxas de sucesso, conta com técnicas complementares para aumentar as chances de sucesso em diferentes situações. Elas têm por objetivo superar problemas específicos que causem a infertilidade tanto masculina quanto feminina.

Com relação ao tratamento da infertilidade por fatores masculinos, pode-se citar as técnicas PESA e MESA, eficientes na obtenção de gametas masculinos em casos de azoospermia obstrutiva.

Diversos fatores podem causar a infertilidade masculina, que pode ser definida como um problema de saúde que causa a redução das chances de obter uma gravidez. A infertilidade é clinicamente definida como a ausência de gravidez após um ano de relações sexuais regulares sem o uso de métodos contraceptivos.

Doenças, lesões na região genital, estilo de vida desfavorável e doenças crônicas são alguns dos fatores que influenciam a fertilidade masculina. Um dos exames mais importantes para avaliar a saúde reprodutiva do homem é o espermograma, que tem o objetivo de analisar a qualidade e quantidade dos gametas masculinos produzidos pelo homem.

Os espermatozoides são fundamentais para a fertilidade masculina. Ao ser diagnosticado como infértil, pode-se recomendar ao paciente que deseja ser pai a realização de uma técnica de reprodução assistida adequada ao problema que tenha causado a infertilidade.

PESA e MESA só podem ser realizadas no contexto da FIV. Leia o texto e saiba mais sobre essas técnicas.

O que é FIV?

A FIV é uma técnica de reprodução assistida realizada em algumas etapas. A primeira etapa é a estimulação ovariana, que possibilita a obtenção de um número maior de folículos, consequentemente de óvulos.

A cada ciclo menstrual, os ovários liberam um folículo que contém em seu interior o óvulo. A finalidade da etapa de estimulação ovariana é, por meio da administração de hormônios, fazer com que mais folículos cresçam e liberem os óvulos.

Então, eles são retirados do organismo feminino por meio de punção ovariana e ao mesmo tempo é realizada a coleta do sêmen masculino por masturbação. Esse líquido seminal é manipulado em laboratório para que os melhores e mais capacitados espermatozoides sejam concentrados e aumentem as chances de fecundação.

Esses gametas são colocados em contato em uma placa de Petri (placa de cultivo) para que a fecundação ocorra. O espermatozoide também pode ser injetado diretamente no óvulo em uma técnica chamada injeção intracitoplasmática de espermatozoide (ICSI).

Quando os embriões são formados, são submetidos a avaliações para que os melhores sejam selecionados e transferidos ao útero quando o endométrio se encontrar adequado. Se a implantação ocorrer com sucesso, tem-se início a gravidez.

Coleta do sêmen na FIV

O líquido seminal deve ser coletado e manipulado em laboratório rapidamente, pois o tempo de sobrevivência dos espermatozoides fora do organismo é curto. A coleta do sêmen é realizada por masturbação.

Esse sêmen é então submetido a análises laboratoriais para verificar sua qualidade e realizar a manipulação para selecionar os melhores espermatozoides.

Quando a FIV é realizada em pacientes submetidos a processos como a vasectomia ou que sofram de doenças que afetam a quantidade e a qualidade dos espermatozoides, caso da azoospermia, na qual o paciente não apresenta espermatozoides no sêmen, deve ser realizada a coleta do líquido seminal por meio de uma punção no testículo.

Essa punção pode ser feita por dois métodos diferentes, sendo eles nomeados PESA e MESA.

O que é PESA e MESA?

Dá-se o nome de PESA e MESA aos procedimentos para coletar espermatozoides diretamente dos epidídimos por meio da punção testicular. Epidídimos são canais localizados acima dos testículos e que os ligam ao duto deferente. Sua função é armazenar e transportar os espermatozoides.

No caso de diagnósticos como o de azoospermia obstrutiva, no qual o homem não apresenta espermatozoides em seu sêmen devido a problemas de obstrução, faz-se necessário que tais gametas sejam retirados diretamente dos epidídimos.

Esses procedimentos são realizados, portanto, nos casos da FIV nos quais não seria possível obter os espermatozoides de outra forma.

Indicações

Tais procedimentos são indicados apenas em casos nos quais a obtenção dos gametas masculinos é tida como impossível por meio de outros métodos. O objetivo ao realizar tal punção no testículo é possibilitar que a fecundação dos gametas femininos seja realizada com os próprios espermatozoides do paciente.

Portanto, as técnicas de PESA e MESA devem ser realizadas somente em casos de pacientes com quadro de azoospermia, como forma de solucionar esse problema de infertilidade.

Elas também podem ser realizadas em casos nos quais o paciente não deseja realizar a cirurgia de reversão da vasectomia.

Como são feitas e qual sua relação com a FIV?

Ambas as técnicas – PESA e MESA – visam à extração dos gametas masculinos diretamente do epidídimo. A MESA é realizada por meio da abertura da bolsa testicular. O paciente deve estar sob efeito de anestesia geral.

É feita uma incisão na bolsa testicular que permite o acesso ao epidídimo, que é analisado com o auxílio de microscópio para que sejam coletadas as seções (túbulos seminíferos) do canal que apresentem maiores possibilidades de conter espermatozoides. O material colhido é analisado no centro cirúrgico a fim de determinar se há gametas suficientes para dar continuidade à técnica de reprodução assistida.

A PESA é feita sob anestesia local e a punção é feita com uma seringa e agulha. O material coletado deve ser analisado para verificar a quantidade e qualidade dos espermatozoides.

Ambas as técnicas podem ser utilizadas no contexto da FIV para a obtenção dos gametas masculinos e realização da fecundação do óvulo.

PESA e MESA são duas técnicas complementares à FIV cujo objetivo é superar problemas ligados à infertilidade masculina.

Para saber mais, leia nosso texto especial sobre esse assunto.

Compartilhar:
Sinequias uterinas: sintomas e relação com a gravidez
Deixe o seu comentário: